quarta-feira, junho 27, 2007

recordando Viseu I

Esta semana, enquanto fazia um troço da A1 vieram-me à memória as viagens de 4 horas que fazia todas as semanas, para cima e para baixo. Em toda a minha estadia em Viseu, não houve um fim de semana que não viesse à capital. Lisboa era o meu carregador de energia e por isso não sei o que é um fim de semana em Viseu.
Todas a sextas, assim que acabava as aulas, corria para a rodoviária para apanhar o autocarro normalmente o das 17, muitas o das 18. Uma hora de diferença significava menos um jantar na companhia do meu amor. Nos primeiros tempos, as saudades custavam mais por ainda não estar adaptada à cidade e ainda não ter um grupo de amigos. Para compensar, o jantar de sexta era sempre num japonê, de modo que fiquei a conhecer uns quantos bons restaurantes (embora só me recorde do japa).
Apesar de serem viagens de 4 horas, nunca as considerei cansativas... eram sim maçadoras. Na maioria das vezes aproveitava para corrigir trabalhos e exames, adiantar aulas e ler matéria. Só já no último mês, me lembrei que podia ver as minhas séries preferidas no PC (como é que eu não me lembrei antes!!!) e assim dei cabo do Prison Break I e II.
É engraçado olhar para trás e verificar as "rotinas" que tinha associadas às minhas viagens de forma a que passassem mais depressa. Entrava no autocarro, sacava das minhas revistas cor de rosa para desanuviar, quando acabava de ler lanchava, depois ligava o computador e via séries até gastar a bateria ou então adiantava trabalho. Devo ter dormido apenas umas 2x, sempre a caminho de Viseu. Comecei a decorar as horas pelos sítios: saída para Tomar-1h até Lisboa; Campera- 30m; portagens - está quase, anúncio da Triumph- Lisboa (lol). Esta semana quando fiz a A1, revi estes "tiques" e não pude deixar de sorrir.

PS-sinto-me em falta para com Viseu, afinal vivi lá 6 meses e pouco ou nada escrevi sobre a minha estadia. e acreditem, há muito para contar. no próximo episódio - as amizades.

#003

reflections on my work

cat lover?

o estupor do meu gato teve a ousadia de me acordar para cima de umas 20 vezes esta noite. quando cheguei ao trabalho de manhã, estava mais cansada que no outro dia quando saí! eu venho trabalhar e o estupor fica a dormir o dia todo! sacana.

segunda-feira, junho 25, 2007

quinta-feira, junho 21, 2007

o que realmente preciso escrever *

quando acabei o curso, perante o choque de perceber que seria muito difícil fazer investigação em Portugal ponderei a possibilidade de ir para fora fazer o doutoramento. Procurei universidades, cursos, propinas, bolsas, falei com instituições... mas depois de analisar a minha situação, várias razões me fizeram ficar, a parte monetária, a família e amigos, o facto de ir sozinha. Ponderei, decidi e coloquei a ideia de parte. Nunca mais pensei nisso, para mim era nessa altura ou não era mais. Agora, empurrada pelo namorado, volta essa possibilidade, quase necessidade, e confesso que fico quase aterrorizada com a ideia. Quando olho para trás constato que tinha mais coragem sozinha nessa altura do que agora acompanhada. Demasiado acomodada ao pouco que tenho (sem desmérito), cheia de medo do que não conheço. Até a mim me custa perceber o que mudou em mim... e não é assim que eu me quero.

* às vezes, é preciso verbalizar o que me vai dentro para me compreender melhor

quarta-feira, junho 20, 2007

equilibrista, eu?

Não gosta de água, mas todos os dias se vai empoleirar na divisória da banheira enquanto tomamos banho... estou para ver o dia em que adormece lá em cima.

quarta-feira, junho 13, 2007

sexta-feira, junho 08, 2007

é oficial

o gato já sabe fazer ronrons!
;)

hoje soube-me a pouco

ontem foi dia de levantar tarde, vestir bikini e rumar ao meco... a nossa praia favorita. Como chegámos em cima da hora do almoço (shame on me) decidimos almoçar primeiro, fomos ao mequinhu's comer um monte de cascas, que é assim um monte enoooooorme de cascas (berbigão, lamejinha, mexilhão...) que estava divinal, aconselho este prato e todos os outros... é um restaurante muito bom para petiscos. Depois, praia... que estava deliciosa, mesmo no ponto nem foi preciso usar chapéu de sol (e se eu sou esquesita com o sol). soube tão bem... e hoje esta porcaria de tempo.

terça-feira, junho 05, 2007

my lab Karma

à primeira nunca funciona!
Sempre que inicio uma nova ronda de PCRs, a primeira "leva" não funciona... à excepção (porque há sempre uma excepção para confirmar a regra) de uma única reacção, o que não é necessariamente mau mas que começa a ser muito, muito irritante.

domingo, junho 03, 2007

desafio

Em resposta ao teu desafio, aqui fica:

Eu quero: estar de bem com a vida!
Eu tenho: um gato
Eu acho: que sou muito afortunada
Eu odeio: injustiças
Eu sinto: saudades
Eu escuto: música para me alegrar, mas às vezes também para me comover!
Eu cheiro: Be Delicious, DKNY
Eu procuro: o melhor nas pessoas
Eu arrependo-me: do beijo, do abraço, do olhar que não sabia serem os últimos.
Eu amo: -me
Eu sinto dor: na dor dos que me rodeiam
Eu sinto a falta: de cartas de amor
Eu importo-me: com a minha família e amigos
Eu sempre gostei de: animais
Eu não fico: indiferente às atitudes dos outros, embora muitas vezes o demonstre
Eu acredito: no poder de um sorriso
Eu danço: para me libertar
Eu canto: no carro, na banheira, no elevador
Eu choro: pouco
Eu falho: quando tenho medo
Eu luto: quando sinto que vale a pena
Eu escrevo: muito, mas nem por isso escrevo melhor
Eu ganho: mais quando sou eu a dar
Eu perco: a calma, e as maneiras, com aranhas e afins
Eu nunca: apanhei uma verdadeira bebedeira
Eu confundo-me: com a política e com a burocracia
Eu estou: numa fase importante da minha vida
Eu fico feliz: com sorrisos
Eu tenho esperança: que a minha vida profissional tome um rumo
Eu preciso: perder peso
Eu deveria: dar mais atenção à minha família
Eu não gosto: de ausências
Eu sou: feliz, todos os dias, um bocadinho.

e porque gostei de o fazer passo a quem o desejar fazer ;)