quinta-feira, abril 07, 2011

um mês depois

A minha casa está praticamente pronta, montada... e não digo finalizada, porque ainda lhe faltam algumas coisas, que eu faço porque faltem, porque quero que continue a ser um projecto em aberto. Quero com isto dizer, que provavelmente está mais finalizada que a minha anterior em cinco anos, pronto era esta a conclusão a que eu (não?) queria chegar... mas não me vou alongar por aí. Meti mãos à obra, literalmente, e no dia a seguir à escritura estava a colar as amostras de tinta nas paredes enquanto bebia champanhe de um copo de plástico (cena muito à filme que aconteceu apenas porque não tinha ainda água em casa e era a única coisa que tinha para beber , mas que me soube bem para caraças). Todas as paredes foram pintadas por mim, e nesses dias descobri como pintar pode ser tão terapêutico, limpar nem tanto, fiquei uma verdadeira mestre de obras... aplicar primários, aparafusar puxadores e até corrigi rodapés (não sabem o que é? contratem-me ;)). Escolhi todos os electrodomésticos e consegui enfiá-los a eles e a mais um despenseiro na minha minúscula cozinha... que agora até nem me parece tão minúscula. O Leroy Merlin passou a ser a minha Zara, houve um dia que lá fui 3 vezes seguidas para comprar uma bicha para o esquentador... da última vez já me despedi do empregado a dizer que desejava não o ver mais nessa noite (ele riu-se). Desenhei móveis, fiz orçamentos, só comprei alguns ;), arranjei algumas coisas que estavam estragadas, desenhei a minha cama que chegou ontem e que o meu gato já tratou de estragar. É uma casa, não é um museu. Mas é a minha casa, que eu agora mostro como se fosse um, cada vez que chega ou faço uma coisa nova. É a minha casa e está a minha cara (bonita ;) ). A minha relação com o banco passou a ser muito próxima, um mês depois já amortizei 50 euros na minha casa, arranjei um outro emprego e voltei a acreditar. como é que tudo isto aconteceu num mês? ...a vida reserva-nos muitas surpresas.

5 comentários:

ASB disse...

A vida é feita de altos e baixos, mas lá diz o ditado: ... não há mal que nunca se acabe.
Aproveita tudo de bom que esta nova fase te está a trazer. já sabees, tens pessoas a torcer por ti.
1001 jitos

Lau-Lise disse...

:P

li@ disse...

pessoas, muitas pessoas... as minhas pessoas ;). "Obrigados" maria! beijo

André disse...

aguarda-se convite para bistoria
**
AB

Anónimo disse...

Estou tão feliz por ti!! E esse emprego, onde é?
Vamos beber um cafezinho, para vires conhecer a minha loja e contares-me tudo!!
Beijocas,
Cristina