sexta-feira, fevereiro 11, 2011

sozinha não é o termo

certo, certo?

Não é que a vida se resolva sozinha, por ela própria. Mas resolve-se ou vai-se resolvendo. Mesmo que não queiramos ou não sabendo como... a vida anda para a frente, não importa as raízes e a força hercúlea com que nos agarramos a um momento, ele passa... passa sempre. Não sem dores, não sem estragos, não sem perdas... mas passa e mesmo essas dores e estragos e perdas também se vão amenizando com o tempo e a vida a acontecer. Mesmo que não queiramos temos de comer, e dormir, e trabalhar, e falar, e sorrir, e sair, e fazer projectos, e fazer porque aconteçam, e por sonhar... e quando damos por isso, com alguma sorte (que não é uma sorte qualquer... mas isso fica para outro post), a vida resolveu-se. Provavelmente não da maneira que inicialmente imaginámos, mas de outra diferente... e isso é a vida.

Não é que a vida se resolva sozinha, só nós. De maneira nenhuma, foi preciso muita gente, muita gente mesmo... muitos nem imaginam como 1 palavra, 1 aceno, 1 abraço ou 1 sorriso seus me encheram o coração, a mente e a vida.

Por isso, não é que a vida se resolva sozinha... de forma alguma, mas a vida acontece, com muita vida lá dentro e temos de aceitar...

that' life!

3 comentários:

André disse...

o caminho faz-se caminhando :)

ASB disse...

A vida arranja sempre forma de avançar.

Ana disse...

de regresso ao teu blog, só posso é dizer que força é algo q não parece te faltar, e mais ainda quando estás rodeada por quem te ajude. Um abraço, é bom ler-te de novo...